Estudo estatístico sobre o Radioamadorismo no Brasil – Versão 2021

Estudo estatístico sobre o Radioamadorismo no Brasil – Versão 2021

Ricardo Benedito – PY2QB lança a versão 2021 do Estudo sobre o Radioamadorismo no Brasil, com dados oficiais da ANATEL, com base em julho/2021, que indica quantos são os radioamadores e radioamadoras e em quais estados brasileiros habitam. A LABRE está publicando em primeira mão o trabalho.

Como na primeira edição (2020), esse minucioso levantamento, composto por diversos gráficos estatísticos, traz importantes informações para os adeptos do radioamadorismo em geral, e também serve para readequar políticas de soerguimento na atividade por parte das entidades associativas ou credenciadas ao radioamadorismo de emergência.

Dentre as principais conclusões do estudo, viu-se o pouco crescimento no número de radioamadores nos últimos anos e em especial após o início da pandemia; a grande prevalência de radioamadores no sexo masculino e na classe C em relação às outras classes e sua desigual distribuição entre os estados; a grande concentração de estações nas capitais, com poucas exceções; e o relativo pequeno número de radioamadores no Brasil quando comparado a outros países de dimensões parecidas. O autor também sugere ações que poderiam ser tomadas para tentar minimizar estes problemas.

A LABRE novamente agradece ao colega Ricardo PY2QB pela oportunidade de publicar em primeira mão o seu estudo, que mais uma vez será de grande valia para avaliarmos melhor a situação do radioamadorismo brasileiro e propormos ações para melhor fomentar seu desenvolvimento, além de muito auxiliar nas nossas tratativas junto à ANATEL.

Ricardo, que é professor do Curso Engenharia de Energia da Universidade Federal do ABC, tornou-se radioamador em 2020 já nessa nova sistemática da ANATEL de aplicação de provas online, em virtude das medidas sanitárias do Covid-19, obtendo o indicativo de chamada PU2RKA, correspondente à Classe C. Ainda em 2020, logo que a ANATEL disponibilizou provas online à Classe B, Ricardo foi um dos primeiros no Brasil a ser aprovados nos exames, passando desde então a utilizar o indicativo de chamada PY2QB. Apesar de relativamente novato no radioamadorismo, ele já é um grande entusiasta do “hobby” e multiplicador da atividade, tanto via rádio quanto pelo seu canal “Caçador de Repetidoras” no YouTube, assim como nesse seu completo trabalho  disponibilizado em primeiríssima mão por meio do site da LABRE, no seguinte link: https://labre.org.br/wp-content/uploads/2021/08/RADIOAMADORES_2a_EDICAO-2021.pdf

 

 

radioamadorismo-no-brasil-versao-2021

Comentários (6)

  • Jair Elmo Padovese Reply

    73/dx

    31 de agosto de 2021 at 11:20
    • Carlos Alberto Pinza Silva Reply

      Concordo com a isenção do imposto sobre importações de equipamentos de radios amadores.

      4 de dezembro de 2021 at 03:45
  • Benedito Nelson Rovida Reply

    Parabéns Professor Ricardo vou divulgar na rodada

    31 de agosto de 2021 at 12:24
  • FABRICIO JOB Reply

    Parabéns Ricardo, como forma de contribuição, provável que eu estaria entre os NCC corresponde a pessoas físicas habilitadas no Serviço de Radioamador e que ainda não são detentoras de licença de funcionamento, no momento da coleta das informações. Pois entre a realização da prova 24/06/2021 e a inclusão da minha no sistema interativo da Anatel levou 40 dias aqui no Estado do RS.

    16 de setembro de 2021 at 09:00
  • Edevarde Jr Reply

    Há ainda muita discriminação e preconceito com Radioamadores Classe C por parte das demais classes, essa diminuição também afeta a Faixa do Cidadão e quando se tem concursos fica claro o dito acima, já fui humilhado e até xingado quando participei de alguns concursos. Hoje em dia não mais o faço e vejo muitos sairem do Radioamadorismo por esses motivos, e procurarem outros hobby, essa e uma das verdades que poucos admitem dizer.

    2 de dezembro de 2021 at 11:03
  • Carlos Alberto Pinza Silva Reply

    Concordo totalmente com o conteúdo da Labre

    4 de dezembro de 2021 at 03:48

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.


Skip to content