Consulta Pública 14/2020 da ANATEL: leia a nota oficial da LABRE

Consulta Pública 14/2020 da ANATEL: leia a nota oficial da LABRE

NOTA OFICIAL – LABRE

Foi aberta no dia 23/02 pela ANATEL a Consulta Pública Nº 14/2020, versando sobre a autorização de uso de radiofrequência por parte do Serviço Limitado Privado (SLP) nas faixas de 430-440 MHz e 1240-1300 MHz, o que corresponde às faixas de radioamador de 70 cm e de 23 cm. A ideia da Consulta Pública é receber contribuições sobre os requisitos técnicos para a utilização dessas faixas em aplicações de radiolocalização e radiodeterminação para implementação de radares. No caso, trata-se de um radar para monitoração da superfície terrestre, de uso móvel, para uso no agronegócio para monitoração de plantações. A Consulta Pública 14/2020 se encerrará no dia 06/05/2020 às 14:00. O processo SEI que a gerou, contendo todos os documentos referentes, está disponível neste linkA LABRE, por meio do seu grupo de Gestão e Defesa Espectral, participará da consulta visando a defesa do Serviço de Radioamador.

ATUALIZAÇÃO 03/04/2020:

A LABRE já publicou as instruções e a sugestão do texto para todos contribuirmos. Clique aqui para acessar.

LABRE: Sempre a favor do RADIOAMADORISMO BRASILEIRO!

Comentários (108)

  • Luiz Carlos de Souza Reply

    Nós temos um grupo de radiomadorismo aqui na cidade que opera em 436.600 mhz
    Esperamos não incomodar ninguém em caso de aprovação dessa lei.

    27 de março de 2020 at 20:04
    • LABRE BRASIL Reply

      Fortaleça nosso radioamadorismo, junte-se a nós, seja mais um associado da LABRE…

      28 de março de 2020 at 15:06
  • Fábio Ferreira Reply

    A Anatel tem que dar mais atenção a outras faixas não atribuídas para alocar esses serviços. 400-430 ou 440-450. São faixas não atribuídas para nenhum serviço em tese. 440-450 e um limbo oculto, talvez destinado a forças armadas. Mas não justifica usar a faixa de radioamador para tal uso.

    27 de março de 2020 at 20:06
    • LABRE BRASIL Reply

      Fortaleça nosso radioamadorismo, junte-se a nós, seja mais um associado da LABRE…

      28 de março de 2020 at 15:05
  • Sydney M Farrajota Reply

    Parabens pelo QTC, gostaria de saber sobre a nova regulamentação da Anatel, ja que a faixa estará liberada para o radiocidadao operar apenas com a notificacao a Anatel, porque a Anatel não libera como frequencia de uso tambem aos Radioamadores, que tambem possam operar nessa faixa com uso do indicativo??.

    27 de março de 2020 at 20:15
  • DONIZETTI ANTONIO SILVEIRA Reply

    Não aceito perder mais espectros já perdemos muito.

    27 de março de 2020 at 20:24
  • RODRIGO MUSSATTO Reply

    As faixas de frequência são de suma importância para o radioamadorismo, nelas estão situados a maioria dos links que subida e descida de inúmeros satélites incluindo os produzidos no Brasil. A retirada dessas bandas destruirá todo um contexto acadêmico e de experimentação seja por radioadores ou por estudantes.

    27 de março de 2020 at 20:28
    • Vanderlei Aparecido cardoso Reply

      Isso é uma tremenda sacanagem com os radioamadores.

      28 de março de 2020 at 06:57
  • Jose luiz ures Reply

    Não concordo.
    Esse espectro é usado por entradas e saidas de repetidoras de radioamador.
    Qualquer interferencia em suas entradas impossibilita a comunicaçao entre radioamadores.
    Essas repetidoras muitas vezes foram usadas pela rede de emergencia à serviço da população comprovadamente em videos disponíveis no youtube por exemplo. Essa faixa de frequencia,,tambem é usado pelas comunicaçoes via satelite dos radioamadores.

    27 de março de 2020 at 20:28
  • bernardo charnis Reply

    A classe radioamadorística no Brasil, assim como poucas categorias, nunca se uniram para defender seus interesses. Não duvido que percamos as faixas por WO.
    É uma tristeza ligar o VHF ou UHF e ouvir gente arrotando e xingando nas repetidoras. Acompanho isto desde 1990 !!!

    27 de março de 2020 at 20:33
    • LABRE BRASIL Reply

      Fortaleça nosso radioamadorismo, junte-se a nós, seja mais um associado da LABRE…

      28 de março de 2020 at 15:05
  • Paulo Sergio S. Silva Reply

    Isto significa que o radioamador brasileiro ficará pribido de operar satélites de radioamadores. Ou seja, teremos uma modalidade, das mais modernas, a menos. Ficaremos atrasados em relação ao resto do mundo!!!

    27 de março de 2020 at 20:38
  • Luciano José Ferreira de Lima Reply

    Meu cardeal boa noite a todos os coordenadores da LABRE e demais colegas Radioamadores do Brasil! Um forte 73!

    27 de março de 2020 at 20:52
  • Adriano marcio stellato Reply

    Boa noite amigos vamos perder essas frequências ?estou resistindo às dois anos em coronel vivida pr só tem eu de radioamador na cidade e sou pu gostaria de saber se um Pu não consegue com Anatel estalar uma repetidora de vhf e uhf ? Meu nome é Adriano pu5msw aguardo informações obrigado adrianomarciostellato@gmail.com ou via ZAP 046999388524

    27 de março de 2020 at 21:06
    • LABRE BRASIL Reply

      Fortaleça nosso radioamadorismo, junte-se a nós, seja mais um associado da LABRE…

      28 de março de 2020 at 15:04
  • Jackson Clayton da Luz Reply

    Não concordo com o serviço de limitado privado nas faixas de 430-440 MHz e 1240-1300 MHz

    27 de março de 2020 at 21:23
    • LABRE BRASIL Reply

      Fortaleça nosso radioamadorismo, junte-se a nós, seja mais um associado da LABRE…

      28 de março de 2020 at 15:04
  • WILSON ROBERTO DE SOUZA FILHO Reply

    Direitos e deveres.

    27 de março de 2020 at 21:44
    • LABRE BRASIL Reply

      Fortaleça nosso radioamadorismo, junte-se a nós, seja mais um associado da LABRE…

      28 de março de 2020 at 15:03
  • Christian Bayerlein Reply

    Um absurdo total estarem tomando uma decisão dessas. Essas faixas de frequência são a nível mundial pertencentes ao serviço de radio amador. O ministro Pontes tem que tomar alguma atitude a respeito desse assunto.

    27 de março de 2020 at 21:45
    • LABRE BRASIL Reply

      Fortaleça nosso radioamadorismo, junte-se a nós, seja mais um associado da LABRE…

      28 de março de 2020 at 15:02
  • Sandro Eduardo Xavier Reply

    Labre sempre lutando pelos radioamadorismo

    27 de março de 2020 at 21:56
    • LABRE BRASIL Reply

      Fortaleça nosso radioamadorismo, junte-se a nós, seja mais um associado da LABRE…

      28 de março de 2020 at 15:02
  • Loenir Reply

    Não concordo com utilização para uso de radar para monitoração da superfície terrestre, de uso móvel, para uso no agronegócio para monitoração de plantações.

    27 de março de 2020 at 22:16
  • Izaias Rodrigues da Silva Reply

    Boa noite, sou novo no rádio amadorismo.
    Gostaria de mudar de classe e fazer parte da LABRE, como faço?

    27 de março de 2020 at 23:01
    • LABRE BRASIL Reply

      Izaias, obrigado pelo seu interesse na nossa LABRE, estamos precisando de mais associados para que sejamos mais fortes. Entre e contato com a LABRE do seu Estado, qualquer dificuldade envie e-mai para secretaria@labre.org.br

      28 de março de 2020 at 15:02
  • Valdair Ribeiro de Carvalho Reply

    Minha sugestão e que seja Retirada da bandas de 430MHz a 440MHz da Proposta ..
    Justificativa:
    A banda de 430MHz a 440MHz é utilizada internacionalmente por radioamadores, e em especial por rádios digitais no modo DMR. Trata-se de um modo de comunicação bastante eficiente em banda e que permite a interligação de repetidoras em escala mundial. Na verdade, hoje as redes IPCS2 Brasil (www.dmr-brasil.org), MasterSul (http://master-sul.amrase.org.br/) e BrandMeister Brasil (https://www.ham-dmr.com.br/) operam boa parte de suas repetidoras nesta banda de UHF, e oferece um serviço que integra nacionalmente os radioamadores. Além da integração nacional, a RENER está conectada as estas redes DMR, oferecendo um canal de acesso as Defesas Civis. Outro ponto importante a ser destacado é que há a integração das redes DMR da América do Sul e de Portugal, todas possibilitadas através dessas repetidoras UHF.
    Além disso, a comunicação utilizando satélites LEO de radioamadorismo conta com o uso desta banda de rádio para Uplink de satélites como AO-73 (FUNcube-1), XW-2A (CAS-3A) , XW-2B (CAS-3B), XW-2D (CAS-3D), XW-2F (CAS-3F), LO-87 (LUSEX / ÑuSat-1), EO-88 (Nayif-1 / FUNcube on Nayif-1), CAS-4A, CAS-4B e CAS-6. A retirada da atriubuição da banda dos radioamadores impediria o desenvolvimento de tecnologias de antenas, conversores de frequência, filtros e amplificadores para a operação com satélites.
    Assim sendo, retirar desta banda a atribuição do radioamadorismo acarreta uma perda inestimável para o desenvolvimento das tecnologias para telecomunicações nacionais
    Sem mais …

    27 de março de 2020 at 23:02
    • Jorge Euataquio Reply

      Amigo Py1CDR, usei seu texto na minha contribuição à consulta, espero que não se importe.

      28 de março de 2020 at 00:08
  • Ricardo Melo Reply

    Lamentável uma notícia dessa!
    Não podemos perder essas frequências, além da falta de respeito com o radioamadorismo.
    Totalmente contra!

    27 de março de 2020 at 23:54
    • Adilson Amorim Reply

      Sou contra a perda destas frequências. É uma falta de consideração com os radioamadores que em horas de catástrofe são os primeiros voluntários.73

      28 de março de 2020 at 05:24
    • LABRE BRASIL Reply

      Fortaleça nosso radioamadorismo, junte-se a nós, seja mais um associado da LABRE…

      28 de março de 2020 at 14:57
  • Marco António Reply

    Boa noite! Sou contra a perda de qualquer frequência, pois é um Direito adquirido dos radioamadores brasileiros . Fraternal 73 a todos os colegas!

    28 de março de 2020 at 00:11
    • Marco Campos Reply

      Perder frequência de uso internacional em expansão e colocar serviços mesmo de radares agrônomos a está altura do campeonato creio que é condenar os dois serviços ao mal funcionamento, um devido ao uso empírico e outro a interferência pelo primeiro. Acho que haveria outras opções no espectro!
      Pu1kau

      28 de março de 2020 at 06:26
    • Antonio Francisco de Melo Reply

      Sou contra apercebemos de qualquer frequência pertencente ao radio amadorismo!!

      28 de março de 2020 at 08:12
    • Luiz Carlos de Souza Reply

      Totalmente contra
      Banda de amador é direito adquirido.

      28 de março de 2020 at 08:32
    • LABRE BRASIL Reply

      Fortaleça nosso radioamadorismo, junte-se a nós, seja mais um associado da LABRE…

      28 de março de 2020 at 14:57
  • Marcelo Reply

    Usamos frequentemente das faixas de VHF e UHF em São Paulo, fora os links de repetidoras e sistemas digitais.

    28 de março de 2020 at 00:17
  • ELIOSMAR MEDEIROS COLETTI Reply

    PU8JMC
    NO CONCORDO
    VAMOS PERDER UMA FAIXA IMPORTANTE E DE ALTO DESENPENHO EM ANTENAS DE PEQUENO PORTE
    PAPA,UNIFORME,8,JULIET,MIKE,CHARLIE

    28 de março de 2020 at 02:09
    • LABRE BRASIL Reply

      Fortaleça nosso radioamadorismo, junte-se a nós, seja mais um associado da LABRE…

      28 de março de 2020 at 14:57
  • Eder Bonesi Reply

    Que seja retirada da proposta, as bandas entre 430MHz a 440MHz..
    Motivo: São de uso internacional por radioamadores, já integrados à outros países.

    28 de março de 2020 at 03:26
    • LABRE BRASIL Reply

      Fortaleça nosso radioamadorismo, junte-se a nós, seja mais um associado da LABRE…

      28 de março de 2020 at 14:56
  • Marco Campos Reply

    Perder frequência de uso internacional em expansão e colocar serviços mesmo de radares agrônomos a está altura do campeonato creio que é condenar os dois serviços ao mal funcionamento, um devido ao uso empírico e outro a interferência pelo primeiro. Acho que haveria outras opções no espectro!
    Pu1kau

    28 de março de 2020 at 06:27
    • LABRE BRASIL Reply

      Fortaleça nosso radioamadorismo, junte-se a nós, seja mais um associado da LABRE…

      28 de março de 2020 at 14:56
      • Luiz CARLOS TEDDY Ferraz Reply

        Acho que a LABRE deveria tomar nossa defesa liderando nessa luta de reprovação a essa iniciativa prejudicial ao Radioamadorismo brasileiro .

        31 de março de 2020 at 07:01
  • MARCO ANTONIO SANTOS VASCONCELOS Reply

    Sou contra a limitação de faixa. Imagino que o ideal seria a apresentação de soluções para o embroglio como por exemplo outras faixas de frequência para a operação dos radares.

    28 de março de 2020 at 06:54
    • LABRE BRASIL Reply

      Fortaleça nosso radioamadorismo, junte-se a nós, seja mais um associado da LABRE…

      28 de março de 2020 at 14:56
  • Gilberto Reply

    Não concordo,e não justifica usar a faixa de radioamador para tal uso.

    28 de março de 2020 at 06:59
    • LABRE BRASIL Reply

      Fortaleça nosso radioamadorismo, junte-se a nós, seja mais um associado da LABRE…

      28 de março de 2020 at 14:55
  • Antônio Celso Sar Borges de Almeida Reply

    Um absurdo estarem querendo o UHF para estes serviços de radares.

    28 de março de 2020 at 07:50
    • LABRE BRASIL Reply

      Fortaleça nosso radioamadorismo, junte-se a nós, seja mais um associado da LABRE…

      28 de março de 2020 at 14:55
  • WAGNER Reply

    Já fiz minha contribuição e também a divulgação nas minhas redes sociais e blog.
    Cada um contribuindo com certeza não vamos perder esses 2 segmentos.

    28 de março de 2020 at 07:51
  • JOSE ALNIR FAZIO Reply

    Não concordo com a perda da faixa em hipótese alguma, tendo em vista o seguinte:
    Muito embora a faixa de UHF (430 a 440 mhz), aparenta não ser tão povoada como as demais, ela é amplamente difundida nos inúmeros municípios do nosso Estado, inclusive no nosso município de São Pedro e Águas de São Pedro, enganando-se quem ache o contrário, pois, em virtude de sua particularidade ímpar, permitir contatos eficazes a curtas e médias distâncias, com isso dando uma falsa impressão de não utilização ou abandono, o que não é verdadeiro.
    E mais, essa particularidade (uso ideal para curtas e médias distâncias), lhe permite mais operadores num único segmento em municípios vizinhos, sem que um atrapalhe o outro, assim como já é e funcionam os HTs que dispensão licenças para sua utilização.
    Digo mais, que seja ainda revista a nossa atual legislação (radioamadorismo), com a ampliação da nossa atual faixa de UHF para o segmento de 430 a 450 Mhz, assim como já é em todos os demais países.

    28 de março de 2020 at 08:13
    • TOD Reply

      É ISSO AI….

      28 de março de 2020 at 09:54
    • LABRE BRASIL Reply

      Fortaleça nosso radioamadorismo, junte-se a nós, seja mais um associado da LABRE…

      28 de março de 2020 at 14:55
  • EDUARDO LOPES CASTALDELLI Reply

    O espectro das frequências são intermináveis, e não há razão e nem tampouco necessidade de se fazer uso do espectro destinado ao radioamadorismo. É um absurdo tal pleito, a vez que a faixa para o radioamadorismo é tão estreita,cê já foram feitos estudos à respeito restando pouco aí radioamador. As faixas destinadas ao radioamador é necessária e indispensável. Pois em meio às catástrofes somos nós que prestamos relevantes serviços à comunidade. Pelo indeferimento do pedido.

    28 de março de 2020 at 08:27
    • Flaviano Marçal Reply

      Não concordo com essa proposta, sendo que a faixa e determinada para o uso Radioamador. Eu utilizo essa faixa e não gostaria de perde-la.

      28 de março de 2020 at 12:36
  • RAUL Reply

    Totalmente contra o uso destas frequências por não radioamadores.

    28 de março de 2020 at 08:30
  • João Afonso Reply

    O radioamadorismo NÃO pode perder essas frequências.

    28 de março de 2020 at 08:47
    • LABRE BRASIL Reply

      Fortaleça nosso radioamadorismo, junte-se a nós, seja mais um associado da LABRE…

      28 de março de 2020 at 14:54
      • Delcio Vittori Pagliari Reply

        Laureano temido…mais uma vez vem setor comercial querer avançar em nossas frequências para fins comerciais.
        Em todo o mundo os fabricantes produzem milhares de transceptores com VHF/UHF
        Oque vai acontecer…vamos continuar usando como sempre fizemos e o Agronegócio que se lasquei…somos tratados no Brasil como idiotas…reparem nos EUA como o Governo incentiva, protege e estimula o Radioamadorismo
        Isso é um ABSSSSSSUUUUUURRRRDO.
        PU2WTT – SP

        29 de março de 2020 at 00:04
  • MARCOS WOLNEY CHAGAS Reply

    Quando coloca uma pessoa para administrar algo que não tem conhecimento, acontecesse isso, alicerça o direito de outros , total incoerência desse novo decreto, deveria estudar mais a questão, para depois tomar providência, sem prejudicar uma legião ,como nós, radioamadores, que só procuramos ajudar quando somos solicitados.Pense bem ,Srs.da Labre que vão nos representar.
    Fraternal 73.
    PY1YG.

    28 de março de 2020 at 09:16
    • LABRE BRASIL Reply

      Fortaleça nosso radioamadorismo, junte-se a nós, seja mais um associado da LABRE…

      28 de março de 2020 at 14:54
  • DONIZETTI APARECIDO Masculino NASCIMENTO Reply

    gostaria de informar que os direitos de muitas faixas Jordan adquirido por lei.
    não podemos ficar lonje de nosos ideais estas faixas nos pertence poristo vamos cuidar cada vez mais Pará que demonstramos o nosso direito sem pretecao de abrir não daquilo que nos pertence sobre o uso do radio amador.

    28 de março de 2020 at 09:27
  • Alceu Reply

    Creio que, poderia ser cedido um outra faixa para o serviço privado visto que as faixas que estão querendo ceder já é de nosso uso há muitos anos, embora a faixa de 1200MHz seja subutilizada.

    28 de março de 2020 at 09:45
  • Canabra Reply

    Não concordo , pois nesse país estão cada vez mais querendo tirar de nós rádioamadores,porque não vão mexer lá faixa de da tv ,tira a frequência usada pra globo não passar tanta merda.Estiva Gerbi SP

    28 de março de 2020 at 09:47
    • LABRE BRASIL Reply

      Fortaleça nosso radioamadorismo, junte-se a nós, seja mais um associado da LABRE…

      28 de março de 2020 at 14:53
  • Luiz Eduardo de Souza Reply

    Bom dia,
    Com o tempo estão querendo tomar nossas faixas de frequência, já que conseguimos .
    Pois alguns não usam, mas outros sim .
    Foi difícil conseguir e não concordo a retirada, procurem outras frequências digitais ..

    28 de março de 2020 at 10:22
    • LABRE BRASIL Reply

      Fortaleça nosso radioamadorismo, junte-se a nós, seja mais um associado da LABRE…

      28 de março de 2020 at 15:07
  • Luis Carlos Maria Reply

    Bom dia. 73 à todos.
    Sou absolutamente contra. A banda de UHF.
    430 – 440. É Utilizada por inúmeros radioamadores, tanto no Brasil como internacionalmente .
    430 – 440. É uma banda bastante eficiente, pois é só observar os comentários feitos. E postados. Pois os que estão deixando os seus comentários, são os que realmente sabem o valor que tem, pois são usuários na prática..
    NÃO A RETIRADA DA BANDA DE UHF
    73/51. Py2YF.

    28 de março de 2020 at 10:35
    • LABRE BRASIL Reply

      Fortaleça nosso radioamadorismo, junte-se a nós, seja mais um associado da LABRE…

      28 de março de 2020 at 14:50
    • Ademilton S.L Reply

      Vale lembrar a todos que contatos via Satélite são feitos em V/U, nós pagamos uma taxa pelo uso, portanto sou contra, a sugestão é: porque não usam freqüências mais altas, acima de 1 GHz..

      29 de março de 2020 at 11:01
  • José Haroldo de Campos Junior Reply

    Lamentável esta consulta pública, mais uma vez o Radioamador perdendo espaço, minha atribuição ao fato é o total desuso destas faixas levando as empresas que tem interesses comerciais a explorar esse ponto fraco, aliados a um corpo técnico que não tem o minimo interesse pelo serviço de Radioamador estamos chegando a este fato . Dificilmente nosso lado terá exito nesta questão .

    28 de março de 2020 at 11:12
  • Adriano Veiga Reply

    Embora as referidas faixas venham sendo pouco usadas em algumas regiões do país, eu sou contra elas serem destinadas a outro fim que não seja o radioamadorismo, pois nós que pagamos o nosso Fistel temos o direito de usá-las.

    28 de março de 2020 at 11:35
    • LABRE BRASIL Reply

      Fortaleça nosso radioamadorismo, junte-se a nós, seja mais um associado da LABRE…

      28 de março de 2020 at 14:49
  • Tito Augusto Santana Reply

    100% dos equipamentos comercializados no mundo com FCC-ID, possuem a banda de UHF 430-440Mhz.
    Todos os radioamadores brasileiros tem seus equipamentos homologados.
    Se isto for aprovado, perderemos a homologação dos nossos equipamentos.
    É um absurdo perder a homologação de equipamentos caríssimos, como: FT-991, IC-7100, IC-9700, TS-2000, FT-847, FT-891 e tantos outros os quais fizemos um grande sacrifício para adquiri-los, por causa do nosso bom senso de cidadão em cumprir a lei a procura de um rádio homologado.
    Se isto for aprovado, qual será o próximo passo?
    Receber em nossas portas um fiscal da anatel apreendendo nossos equipamentos?
    ABSURDOOOOOOOOOOOOOOO!!!

    28 de março de 2020 at 11:47
    • Tony Vieira Reply

      Não adianta ter o Rádio instalado, tem que OCUPAR o espectro concedido – seja em repetidora seja em Direto … a faixa de UHF ( e, em parte a de VHF também) estão mortas em todo lugar – simplesmente abandonadas. Este é o argumento nro um dos que cresceram o olho pois já vão encontrar uma gamade equipamento bom e barato disponíveis no mercado (fabricados para nosso uso de Radioamadores, evidentemente .
      73 de PY2DX

      29 de março de 2020 at 23:47
    • JOSE DE RIBAMAR BRAGA PINHEIRO JUNIOR Reply

      Tito, você poderia nos ajudar quanto a homologação do IC-9700?
      Principalmente quanto a documentação.

      8 de junho de 2022 at 09:13
      • Assessoria de Comunicação Reply

        Procure o grupo de Homologação de Rádios no Facebook. Os colegas têm toda a documentação necessária e dicas para realizar o processo, tudo de forma gratuita. Acesse https://www.facebook.com/groups/1377886969081012/

        8 de junho de 2022 at 09:50
  • Arenilton Brito dos Santos Reply

    Tá bem não aceito

    28 de março de 2020 at 12:11
    • LABRE BRASIL Reply

      Fortaleça nosso radioamadorismo, junte-se a nós, seja mais um associado da LABRE…

      28 de março de 2020 at 14:48
  • Jose antonio Reply

    Eu nao consigo entender por que usar o ispectro de faixa de uhf , sabendo que este sistema de onda e curto precisando de varios ponto de antena repetidora para este tipo de servico , porque nao usar o sistema de antena de celular ja que existe torre espalhada por todo pais evitando mais custo podendo tambem os farois nas ilha em alto mar ,fica ai a sugestao.

    28 de março de 2020 at 13:03
    • LABRE BRASIL Reply

      Fortaleça nosso radioamadorismo, junte-se a nós, seja mais um associado da LABRE…

      28 de março de 2020 at 14:48
  • LABRE BRASIL Reply

    Fortaleça nosso radioamadorismo, junte-se a nós, seja mais um associado da LABRE…

    28 de março de 2020 at 14:56
  • LABRE BRASIL Reply

    Fortaleça nosso radioamadorismo, junte-se a nós, seja mais um associado da LABRE…

    28 de março de 2020 at 15:03
  • JERONIMO VINCENSO Reply

    Protesto e na minha opinião é a ANATEL que na minha opinião deve dar mais atenção a outras faixas!

    28 de março de 2020 at 15:12
  • Ney Carvalho Reply

    Não Não Não………………. Esta faixa é nossa e esta sendo usada no mundo todo por RADIOAMADORES.
    Mais uma vez a incompetência de quem sugere tal coisa fica provada, não entendem nada de radio comunicação só entendem de negociatas. Papo furado de radar, as empresas que vendem segurança estão querendo esta faixa para montar centrais de atendimento para alarmes, usando equipamentos baratíssimo hoje oferecido ali do lado de lá.
    Pessoal se não cuidarmos de nosso espectro reconhecido mundialmente o fim será drástico. Participem digam Não a este absurdo

    28 de março de 2020 at 17:00
  • Rogério Luiz Canado Reply

    sem comentàrio.

    28 de março de 2020 at 18:43
  • Evandro Mendes Reply

    Também não aceito perder mais espectro já perdemos muito…

    28 de março de 2020 at 21:43
  • MARCELO Ribeiro Reply

    Totalmente contra o desvio e retirada das bandas de 430 a 440 mhz

    28 de março de 2020 at 22:50
  • Delcio V.Pagliari Reply

    Nao concordo…o Agronegócio que arrume outras frequências disponíveis e não usadas..
    Que faremos com nossos equipamentos? Jogamos no lixo?
    Todos os fabricantes produzem milhares de transceptores Dual Band a anos a décadas e todos os países respeitam o Radioamador,mas aqui a Corrupção e Propinas aceitam qualquer coisa
    Vejam os EUA respeitam,promovem e ajudam o Radioamador….mas aqui !! Nada que uma boa Propina não resolva.

    29 de março de 2020 at 00:16
  • Carlos Alberto Portes Junior Reply

    A faixa de UHF é uma conquista dos Radioamadores e não podemos perde-la…vamos nos unir…isso é um absurdo…usem outra faixa…

    29 de março de 2020 at 09:34
  • Jorge Reply

    Absurdo os governantes do nosso país sempre tentando navegar na contramão
    Lamentável.
    Espero que não façam isso.
    O meu voto será contra
    OBS.TENTEI CORRIGIR MEU INDICATIVO MAS NAO CONSEGUI.
    O CORRETO SERIA “PU2SFY”
    SE PUDEREM CORRIGIR NA APROVAÇÃO AGRADEÇO.
    73 A TODOS.

    29 de março de 2020 at 13:06
  • Demerval de Pinho Borges Filho Reply

    Não concordo, a Anatel que se encarregue de conseguir outras frequências para o agronegócio citado.

    29 de março de 2020 at 20:19
  • Rodrigo Reply

    A Labre pode fazer uma pesquisa de frequencias que estejam pouco ocupadas para propor na argumentacao da protecao de manter as utilizadas pelo Radioamadorismo, lembrando sempre tratar/se de utilidade publica mundial, e nao setorial. Ver outras frequencias nao usadas ou abandonadas para servicos outros como de comunicacao comercial.
    Sorte a todos e vamos pra briga! 73.

    29 de março de 2020 at 22:47
    • PU7IHL FREIRE Reply

      Isso é um absurdo.
      A Anatel que se encarregue de conseguir outras frequências para o agronegócio.
      Nosso espaço deve ser respeitado.

      30 de março de 2020 at 23:33
  • JEAN CARLOS SCHMIDT Reply

    Sou totalmente contra.
    Outro detalhe, tem varios satelites no espaço que trabalham dentro desta faixa de frequência de uhf, a Anatel vai pro espaço recolher varios satelites ou vai oportunizar o serviço agricola para dar portadora nos satelites para o mundo todo.
    Outra coisa, pararam pra pensar que a gente paga taxa por uso de satelite? Como cobram uma coisa q querem tirar dos radioamadores? Vão devolver o investimento aos Radioamadores?
    Quem sabe é uma questão de avaliar melhor, pois existem serviços de maior grandeza nessas frequencias e não só estações de radioamadores na terra… E quem vai ser lezado por ter equipamentos que transmitem nessa banda, vai ser indenizado pela inutilidade do seu bem?
    Quem fez prova para classe C pra poder usar uhf vai ser promovido de classe pra q possa ter escolha de faixas pra substituir a banda q usava?
    Ficam minhas observações a dispor para respostas q implicam ao bem das comunicações, as quais temos a obrigação de pagar anualmente pelo uso das frequencias, sendo assim nossas por direito, todos pagamos, não é presente….

    29 de março de 2020 at 22:58
    • LABRE BRASIL Reply

      Fortaleça nosso radioamadorismo, junte-se a nós, seja mais um associado da LABRE…

      31 de março de 2020 at 07:19
  • Misael Gomes Reply

    Totalmente contra!! Não podemos perder freguencias!! O espectro da freguencias é grande!! A Anatel é o Governo que achem outras freguencias!!

    30 de março de 2020 at 09:39
    • LABRE BRASIL Reply

      Fortaleça nosso radioamadorismo, junte-se a nós, seja mais um associado da LABRE…

      31 de março de 2020 at 07:17
      • Adaury jacob Lourenço Reply

        Como faço para me associar a labre Brazil
        Obrigado. PU4PBS

        19 de maio de 2020 at 10:23
        • LABRE BRASIL Reply

          Prezado Adaury, sugerimos que procure a LABRE MG, lembro que vc pode associar-se a qualquer Estadual da LABRE. Obrigado pelo seu interesse em fortalecer o radioamadorismo nacional, juntando-se a nós. se precisar, volte a contatar. 73

          21 de maio de 2020 at 12:01
  • Roberto Correa Reply

    Não concordo. Não podemos abrir mão desta conquista. A Anatel que arrume outra alternativa.

    31 de março de 2020 at 00:05
    • LABRE BRASIL Reply

      Fortaleça nosso radioamadorismo, junte-se a nós, seja mais um associado da LABRE…

      31 de março de 2020 at 07:11
  • Heleno Maciel borchartt Reply

    Jamais abriremos mao das frequência de uhf

    31 de março de 2020 at 08:54
    • LABRE BRASIL Reply

      Fortaleça nosso radioamadorismo, junte-se a nós, seja mais um associado da LABRE…

      1 de abril de 2020 at 12:42
  • Henrique Costa Reply

    Ñ concordo, as freqüências são vastas, procurem outras… Ñ invadam nossa casa!

    31 de março de 2020 at 16:08
  • Álvaro de franco Reply

    Com relação a utilização das faixas de radioamadores por outros serviços, discordo pois o espectro de frequências são enormes. O radioamadorismo e respeitado em todo o mundo como cidadão de bem pronto para ajudar o seu país e a coletividade, inclusive propagando conhecimentos técnicos aos seus pares . Forneçam outras frequência, o radioamador necessita ser respeitado aqui no Brasil como ocorre no mundo todo.

    6 de maio de 2020 at 13:18
  • Heitor Vianna Reply

    Existem dezenas de bandas proximas as citadas de Radioamador, com pouquíssimas atividades ou nenhuma. Ademais, muitas bandas vem sendo utilizadas por não licenciados, em especial em face da “febre” dos transceptores chineses baratos. Inocuo tentar diminuir ou suprimir segmentos do SRA, pois continuaria a haver transmissões em tais faixas, seja de licenciados ou não licenciados, que não os especificos. O uso indiscriminado de transceptores, notadamente HTs, é tão grande que o proprio Estados Unidos criou o “FRS”, os “Talkabout”. E segmentos para SL ou SLP são largamente utilizados por não licenciados, em face da proliferação dos equipamentos chineses. A ANATEL e certamente congeneres de outros paises, já não tem contrôle adequado do uso de transceptores, em especial HTs. Nos EUA a FCC costuma restringir muito os HT Baofeng; entretanto no You Tube vemos radioamadores licenciados, de lá, fazendo demonstrações.Os orgãos de fiscalização e contrôle devem se preocupar apenas com interferencias em serviços especiais, como nas bandas de aviação, policias, socorros em geral, drones (evitar acidentes) e Forças Armadas.

    10 de novembro de 2020 at 09:08

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.


Skip to content